Perseguição aos Cristãos na Bolívia

Quem imagina que a perseguição cristã ocorre somente no oriente médio ou em países comunistas/marxistas de regime fechado, está enganado. A perseguição aos Cristãs chegou a América Latina, especificamente a Bolívia. Assim diz o artigo 88 da lei que foi aprovada na Bolívia: É considerado crime recrutar pessoas com finalidade de participação em atividades ou organizações sejam elas armadas ou religiosas, de culto.

Na Bolívia não se pode mais reunir um ônibus para participar de uma missa festiva ou de encontro de jovens por exemplo. Nos regimes de inspiração marxista, a religião é tida como uma “pedra de tropeço” para o Regime ditatorial. Defendendo uma falsa igualdade em que quem está no poder goza de riqueza e deixa todo restante da população na miséria. A Religião poderia criar uma visão de possível melhora para população e de ameaça para o Governo.

Para piorar a situação o governo já legalizou o Aborto em setembro de 2017. A intenção do Governo de Evo Morales é aniquilar a liberdade da população boliviana. Ele querer tirar a liberdade de pensamento, expressão e religião.

Gilliard Monteiro